Soccer’s Rot: Deputados protocolam pedido de CPI da Máfia do Futebol

Soccer’s Rot: Em nota, CBF destaca que tem compromisso com "a verdade e a transparência"Arquivo/Agência Brasil
Soccer’s Rot: Deputados protocolam pedido de CPI da Máfia do Futebol – Arquivo/Agência Brasil

 

Deputados de diferentes partidos assinaram hoje (28) requerimento do deputado João Derly (PCdoB-RS) para a criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) de investigação e apuração de denúncias sobre o esquema de corrupção na Federação Internacional de Futebol (Fifa) e prisão de sete dirigentes da entidade esportiva, acusados de crimes como fraude, suborno e formação de quadrilha. Já denominada de CPI da Máfia do Futebol, o requerimento conta com 200 assinaturas de parlamentares.

 

 

O requerimento para a criação da CPI tem como primeiro autor o deputado João Derly (PCdoB-RS). Na justificativa do requerimento, o deputado João Derly diz que um dos presos na operação é o brasileiro José Maria Marim, vice-presidente da Confederação Brasileira de Futebol, apontado como tendo sido favorecido por suborno em diversas situações, envolvendo inclusive acordos dos direitos da Copa do Brasil, entre outros.

 

 

 

 

“São fartas as evidências de que o futebol brasileiro esteja contaminado com negociatas ilegais, como pagamento de propinas para a realização de contratos como, por exemplo, a acusação de que a empresa Traffic pagava a Marim e a outros dois dirigentes da CBF R$ 2 milhões por ano pelos direitos de transmissão da Copa do Brasil”, diz um trecho do requerimento para criação da CPI.

 

 

 

As assinaturas serão agora conferidas pela secretaria-geral da Mesa da Câmara, e se pelo menos 171 delas forem validadas o pedido entra na fila de espera para a criação de CPIs. Isso, porque só podem funcionar simultaneamente cinco CPIs na Câmara.

 

 

 

Da Redação