Economia: Dilma assina MP que estende política de valorização do salário mínimo

Dilma assina MP que estende política de valorização do salário mínimo
Dilma assina MP que estende política de valorização do salário mínimo

 

 

A presidenta Dilma Rousseff assinou, nesta terça-feira (24), Medida Provisória que mantém a atual política de valorização do salário mínimo até 2019.

 

 

Durante a assinatura, Dilma exaltou a continuidade da política, iniciada no governo do ex-presidente Lula, e a solidez econômica do Brasil.

 

 

“Até 2019, essa política, que representou um ganho real no salário dos trabalhadores, passa a ser uma realidade”, afirmou a presidenta, que também lembrou a valorização de 70% do rendimento entre os anos de 2011 e 2015.

 

 

 

Em relação ao ajuste fiscal, a presidenta reforçou que, nos últimos anos, o Estado atuou fortemente para aplacar os efeitos da crise internacional. Como exemplo, ela citou o Programa de Sustentação do Investimento (PSi), a desoneração da folha de pagamento e o Plano Brasil Maior.

 

 

“Nós buscamos de todas as formas impedir que o Brasil tivesse uma crise em profundidade”, afirmou a presidenta. “Muitas pessoas acham que não valeu a pena, não foi suficiente e não ocorreu. É obvio que essas pessoas não olham o que teria acontecido se não tivéssemos feito a política de investimento, quanto as desonerações”, complementou.

 

 

 

De acordo com Dilma, atualmente, o País passa por uma queda muito grande na arrecadação de tributos e, para resolver essa distorção, o governo federal tem utilizado medidas contracíclicas.

 

 

 

Mas, apesar das mudanças que precisam ser feitas, a presidenta afirmou que o Brasil está “passando por uma dificuldade conjuntural” e que tem uma economia sólida, sem fragilidade com relação à economia internacional e nenhum endividamento excessivo.

 

 

A presidenta também citou a influência das secas que assolam várias regiões do País. “Choveu bastante no Nordeste, temos nível de aumento nos reservatorios importantes, tudo isso volta a equilibrar o País novamente”, afirmou.

 

 

 

Por fim, Dilma reafirmou a manutenção dos programas sociais e garantiu que sua gestão irá primar pela eficiência no gasto público. “Vamos manter todas as políticas sociais, manteremos o Minha Casa, Minha Vida, o Bolsa Familia”, disse.

 

 

 

“Para fazer isso, eu quero reconhecer que o governo federal vai fazer profundos cortes no seu lastro, vai buscar [corrigir os focos de] ineficiência em todos os ministérios”, complementou a presidenta.

 

 

Cálculo do reajuste do salário mínimo

 

 

No Brasil, o cálculo para reajustar os valores do salário mínimo tem como base a Lei n° 12.382, de 25 de fevereiro de 2011. De acordo com o texto da lei, a cada ano, o aumento do salário mínimo corresponderá à variação do Produto Interno Bruto (PIB) do ano retrasado mais a inflação do ano anterior medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

 

 

 

Da Redação com informações do Portal Brasil, com informações da EBC