Política: O Senador Aloysio Nunes Ferreira pede informações sobre atividades do BNDES

Senador Aloysio Nunes Ferreira - Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
Senador Aloysio Nunes Ferreira – Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

 

 

O senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) comentou que aos poucos o governo Dilma Rousseff está mudando a orientação da política econômica, só que faz isso sem debates e sem uma avaliação pública de ações adotadas anteriormente.

 

 

Como exemplo dessas ações, ele citou a concessão de empréstimos com juros subsidiados do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para algumas empresas.

 

 

 

— A nova equipe anunciou que esse tipo de intervenção acabou; se acabou, tem que dizer por que acabou — comentou o senador.

 

 

 

Aloysio Nunes afirmou que, para financiar essas empresas, o BNDES fez empréstimos ao Tesouro Nacional que chegaram a R$ 433 bilhões em 2014, dez vezes mais do que ocorreu em 2008.

 

 

 

E o pior, segundo o senador, é que essa política fracassou, porque algumas empresas beneficiadas estão em situação crítica. Esse é o caso da OI, que hoje tem uma dívida de mais de 30 bilhões de reais. Aloysio Nunes ainda reclamou que nem se sabe a real situação desses empréstimos do BNDES para as empresas porque tudo está sob sigilo.

 

 

 

— Nessa matéria tudo é segredo. Tudo é mistério. Como há um fechamento em concha dessa instituição, o que precisamos é tomar iniciativa e fazer com que essas ações cheguem ao BNDES. Porque eles recebendo com insistência esses pedidos, nós conseguiremos ter acesso a informações que são absolutamente essenciais para apurar responsabilidade e corrigir efetivamente rumos. Rumos que nunca deveriam ter sido tomados.

 

 

 
Da Redação com informações da Agência Senado