Petrolão: CPI da Petrobras ouvirá empresário na terça e presidente do BNDES na quinta

A reunião desta terça-feira da CPI da Petrobras aprovou 100 requerimentos, entre convocações e pedidos de documentos a diversos órgãos. - Foto: Gabriela Korossy / Câmara dos Deputados
A reunião da CPI da Petrobras . – Foto: Gabriela Korossy / Câmara dos Deputados

 

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras realiza duas audiências públicas nesta semana, na terça (14) e na quinta-feira (16), para ouvir os depoimentos, respectivamente, do presidente da Setal Engenharia e Executivo da Toyo Setal Empreendimentos Ltda., Augusto Mendonça Neto, e do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho.

 

 

Mendonça Neto disse, em acordo de delação premiada dentro das investigações da Operação Lava Jato, que pagou entre R$ 50 milhões e R$ 60 milhões em propina ao ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque entre 2008 e 2001. Ele foi convocado atendendo a requerimentos dos deputados Efraim Filho (DEM-PB), Onyx Lorenzoni (DEM-RS), Edmilson Rodrigues (Psol-PA), Ivan Valente (Psol-SP) e Valmir Prascidelli (PT/SP). A audiência está marcada para as 9h30 desta terça, mas o local ainda não foi definido.

 

 

Já Luciano Coutinho, chamado a depor às 9h30 de quinta, deve falar sobre o financiamento, pelo BNDES, da criação da empresa Setebrasil, formada para construir sondas de perfuração do pré-sal. A empresa subcontratou estaleiros que teriam efetuado o pagamento de propinas a diretores da Petrobras e ao tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, de acordo com o ex-gerente de Serviços da Petrobras Pedro Barusco e com o ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa.

 

 

Outro assunto da audiência com Coutinho é a sua participação no Comitê de Auditoria da Petrobras, em substituição a um representante dos acionistas minoritários da estatal, o que comprometeria a independência do colegiado.

 

 

O depoimento do presidente do BNDES foi requisitado pelos deputados Antonio Imbassahy (PSDB-BA), Bruno Covas (PSDB-SP), Izalci (PSDB-DF), Otávio Leite (PSDB-RJ), Efraim Filho (DEM-PB), Onyx Lorenzoni (DEM-RS) e André Moura (PSC-SE). O local dessa audiência também não foi definido.

 

 
Da Redação com informações provenientes da Agência Câmara Notícias