Nacional: Tribunal de Contas da União identifica atrasos em obras do Parque Olímpico da Barra

TCU
TCU

O Tribunal de Contas da União (TCU) realizou auditoria para verificar a execução física e os cronogramas de quatro obras do Parque Olímpico da Barra, complexo que abrigará parte das competições nas Olimpíadas Rio 2016. O TCU fiscalizou as seguintes obras realizadas com recursos federais: os Centros Olímpicos de Tênis, de Esportes Aquáticos, de Handebol e o Velódromo.

 

O volume de recursos destinados para as quatro obras do Parque Olímpico da Barra é de aproximadamente R$ 713 milhões. Das obras avaliadas, o tribunal verificou que o Velódromo e ao Centro de Tênis encontram-se com atraso de cinco e seis semanas, respectivamente, em relação ao cronograma inicialmente previsto. No caso do Velódromo, a previsão era de que a obra estivesse com um avanço de 61,95% para conclusão, enquanto o percentual visto era de 48,81%. Entre os motivos do atraso estão a falta de um planejamento detalhado por parte da contratante e demora no início dos serviços, levando a um replanejamento das primeiras etapas das obras de execução.

 

 

Segundo a fiscalização, considerando que os prazos olímpicos não podem ser alterados, mesmo nas obras que estão cumprindo o cronograma, é necessário o acompanhamento criterioso por parte dos envolvidos.

 

 

O relator do processo, ministro Raimundo Carreiro, ressaltou que existe uma fiscalização ativa dos entes envolvidos, na tentativa de retomar o ritmo das obras, de modo a recuperar o atraso identificado. “Ressalto, inclusive, que a equipe do TCU identificou, durante os trabalhos, a evolução significativa na obra do Velódromo”, disse.

 

 

O TCU decidiu dar ciência à Empresa Municipal de Urbanização – RioUrbe, ao Ministério do Esporte, e à Autoridade Pública Olímpica acerca dos atrasos. O tribunal continuará acompanhando os preparativos dos Jogos Olímpicos no Rio.

 

 

Parque Olímpico da Barra da Tijuca – o Parque Olímpico da Barra da Tijuca vai abrigar as modalidades de boxe, tênis de mesa, badminton, levantamento de peso, ginástica (artística, rítmica e trampolim), ciclismo de pista, desportos aquáticos (saltos ornamentais, polo aquático, natação e nado sincronizado), basquete, judô, taekwondo, luta (livre e greco-romana), handebol, esgrima, golfe e tênis.