Nacional: O filho do Governador de São Paulo Thomaz Alckmin está sendo velado no Hospital Israelita Albert Einstein, ao lado do Palácio dos Bandeirantes.

Thomaz Alckimin morre em queda de Helicóptero
Thomaz Alckimin morre em queda de Helicóptero

 

 

 

O filho mais novo do governador Geraldo Alckmin, Thomaz Alckmin, morreu no acidente de helicóptero ocorrido na tarde de ontem (2), na Estrada da Fazendinha, no município de Carapicuíba, zona oeste da Grande São Paulo.

 

 

Além do caçula de Alckmin, morreram o piloto Carlos Haroldo Isquerdo Gonçalves, de 53 anos, e os mecânicos Paulo Henrique Moraes, de 42 anos, Erick Martinho, de 36 anos, e Leandro Souza, de 34 anos.

 

 
Em nota, o governo do Estado de São Paulo, lamentou a morte do filho de Geraldo Alckmin:

 

 

O governo de São Paulo informa, com imenso pesar, que Thomaz Rodrigues Alckmin, o caçula dos três filhos do governador Geraldo Alckmin e de dona Lu Alckmin é uma das cinco vítimas da queda do helicóptero EC-155 ocorrida na Grande São Paulo na tarde desta quinta-feira. Thomaz tinha 31 anos e era piloto profissional de aeronave. Ele deixa esposa, Taís, duas filhas, Isabela e Júlia, e os irmãos Sophia e Geraldo Alckmin Neto.

Sob o impacto dessa tragédia, a família Alckmin, inconsolável, agradece as manifestações de pesar e carinho e busca conforto na fé que sempre a alimentou. Seus pensamentos e preces se estendem às famílias das outras vítimas

 

 

Dilma Rousseff emitiu nota de pesar e presta solidariedade ao governador Geraldo Alckimin e à primeira-dama, Maria Lúcia Alckmin, e também aos parentes das outras vítimas.

 

 

“Com muito pesar e tristeza, apresento ao governador Geraldo Alckmin e à sua esposa, senhora Maria Lúcia Alckmin, meus sinceros e profundos pêsames pela morte de seu filho Thomaz Alckmin, que estava entre as vítimas do trágico acidente de helicóptero, ocorrido em São Paulo. Presto, neste momento de dor e consternação, minha solidariedade e sentidos pêsames aos pais, familiares e amigos das vítimas”, diz o texto divulgado ontem à noite pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

 

 

 
O corpo de Thomaz está sendo velado desde as 3 horas da manhã desta sexta-feira no Hospital Israelita Albert Einstein, ao lado do Palácio dos Bandeirantes, na Zona Sul da capital paulista. A cerimônia é fechada para familiares, políticos e amigos da família.

 

 

O corpo deixará o hospital às 14 horas e será levado ao Cemitério de Pindamonhangaba, cidade natal de Alckmin, no interior do Estado. O enterro foi previsto para as 17 horas desta sexta. Alckmin e a primeira-dama, dona Lu Alckmin, chegaram ao hospital acompanhados de parentes ainda na madrugada. O governador permanece na sala reservada para o velório recebendo condolências. Há coroas de flores enviadas por amigos, familiares e partidos políticos. Cerca de vinte pessoas, entre familiares e assessores do governo estão na antessala.

 

 

 

Da Redação com informações de Agências Nacionais e da EBC