MP do Seguro-desemprego: Sessão do Plenário da Câmara é retomada após retirada de manifestantes das galerias que jogaram centenas de réplicas de notas de 100 dólares com a imagem da presidente Dilma Rousseff.

Suspensão ocorreu após sindicalistas da Força Sindical jogarem no Plenário centenas de réplicas de notas de 100 dólares com a imagem da presidente Dilma Rousseff. A sessão analisa a medida provisória que muda as regras de concessão do seguro-desemprego.
Suspensão ocorreu após sindicalistas da Força Sindical jogarem no Plenário centenas de réplicas de notas de 100 dólares com a imagem da presidente Dilma Rousseff. A sessão analisa a medida provisória que muda as regras de concessão do seguro-desemprego.

 

 

Foi retomada há pouco a sessão de votação da Medida Provisória 665/14, que muda as regras de concessão do seguro-desemprego. A sessão havia sido suspensa pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha, para retirar sindicalistas das galerias do Plenário.

 

A decisão foi tomada depois de sindicalistas da Força Sindical jogarem no Plenário centenas de réplicas de notas de 100 dólares com a imagem da presidente Dilma Rousseff.

 

 

Enquanto eram retirados pela segurança da Câmara, os sindicalistas e parlamentares de diferentes partidos, na maioria da oposição, cantaram o Hino Nacional. Os sindicalistas também gritaram palavras de ordem contra o PT e o governo federal.

 

 

Estavam presentes nas galerias representantes da Força Sindical, da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) e da Central Única dos Trabalhadores.

 

 

A MP 665 faz parte do pacote de ajuste fiscal divulgado pela presidente Dilma Rousseff no fim do ano passado.

 

 

Da Redação com informações da Agência Câmara Notícias