Feriado do Dia do Trabalhador: Confira os cuidados necessários para você viajar com seu Pet neste feriado

Confira os cuidados necessários para você viajar com seu Pet neste feriado
Confira os cuidados necessários para você viajar com seu Pet neste feriado

 

 

Muita gente que colocará o “pé na estrada” durante este feriado e pretende ter a companhia do seu animal de estimação. Confira alguns cuidados para transportar seu bichinho com segurança.

 

No avião
De acordo com as regras da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), o transporte de animais é cobrado à parte e o dono precisa reservar a passagem com antecedência, pois muitos voos limitam o número de animais a ser transportado.

 
A Anac determina a obrigatoriedade de apresentação do atestado de saúde e comprovante de vacinação do animal. Além disso, ele deve ser transportado em compartimento fechado e revestido com material que contenha e absorva urina e fezes, evitando vazamento durante o transporte.

 
As companhias aéreas também possuem regulamento próprio para o transporte, consulte-o antes de comprar as passagens.

 
Em viagens internacionais, o bichinho deve passar por uma consulta com um veterinário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Além disso, o dono precisa obter informações sobre as regras federais do país de destino para evitar qualquer problema na hora do desembarque.

 
No ônibus

 

 

Para viajar de ônibus, também é necessário apresentar atestado que comprove as boas condições de saúde do animal.
O dono deverá pagar uma passagem extra para acomodá-lo ao seu lado.

 
O animal não pode ficar solto a bordo do ônibus e deverá estar guardado em um transporte apropriado (gaiola ou caixa), sem água nem alimentos.

 

 

Atenção! Caso o consumidor utilize cão-guia, não precisará pagar pelo transporte, seja em viagens de avião ou de ônibus. É importante consultar as condições e a documentação necessária junto à empresa responsável pelo transporte.

 

 

No carro

– O animal deve ser transportado em caixa ou utilizando cinto de segurança apropriado. Não é permitido que ele viaje no colo ou com a cabeça fora da janela, isso pode trazer riscos à segurança dos ocupantes do veículo e multa ao motorista.

 

 
Da Redação com informações da Fundação Procon São Paulo