Internacional: Perseguido por polícia, “assassino do Facebook” se mata

Perseguido por polícia, “assassino do Facebook” se mata – Foto: portal heavy.com

 

 

O homem que matou a sangue frio um idoso no domingo de Páscoa (16) dos Estados Unidos e publicou a filmagem do crime no seu Facebook se matou com um tiro nesta terça-feira, dia 18, enquanto era perseguido pela polícia. O norte-americano Steve Stephens, de 37 anos, estava sendo procurado há dois dias pela polícia do país após ter cometido o assassinato de Robert Goodwin Sr, de 74 anos, e foi encontrado dentro de um carro em um estacionamento de um McDonalds no estado na Pensilvânia.

 

 

 

 

O suicídio do homem foi anunciado pelos oficiais em sua conta no Twitter. “Steve Stephens foi visto nessa manhã por membros da polícia no Condado de Erin. Depois de ter sido perseguido, Stephens atirou e se matou”, afirma mensagem no microblogue. Segundo o comunicado, quando foi avistado, o homem começou a correr com o carro e os oficiais foram atrás.

 

 

 

 

 

No entanto, a perseguição não durou muito. Pouco tempo depois, o norte-americano parou o veículo e tirou a própria vida com uma arma de fogo. Stephens matou o idoso em Cleveland, no estado de Ohio, durante a tarde do último domingo e divulgou as imagens do crime, que ficaram por mais de três horas no ar, no seu Facebook.

 

 

 

 

 

Na filmagem, o assassino ainda contou que já matou “meia dúzia” de pessoas. De acordo com o criminoso, o idoso foi assassinado por causa de uma mulher chamada Joy Lane. “Ela é a razão pelo o que vai acontecer com você”, diz o bandido. No entanto, o senhor afirma que não conhece a mulher procurada por Stephens. Por conta disso e pelas primeiras informações, a Polícia acredita que o homem foi escolhido de maneira “aleatória”.

 

 

 

 

 
Da Redação com informações provenientes da ANSA