Internacional: Loretta Lynch é primeira ministra da Justiça negra dos EUA

Loretta Lynch é a primeira mulher negra a ser ministra da Justiça dos Estados Unidos. REUTERS/Kevin Lamarque
Loretta Lynch é a primeira mulher negra a ser ministra da Justiça dos Estados Unidos.
REUTERS/Kevin Lamarque

 

 

O Senado americano confirmou nesta quinta-feira (23) o nome da procuradora federal Loretta Lynch à frente do ministério da Justiça do país. Ela é a primeira mulher negra a ocupar o cargo. Foram 56 votos a favor contra 43 votos.

 

Loretta Lynch era desde 2010 procuradora federal do distrito leste de Nova York, onde supervisionou diversos casos de corrupção, crime organizado e terrorismo.

 

 

Ela foi escolhida em novembro do ano passado pelo presidente Barack Obama para suceder Eric Holder, também negro. Mas Loretta virou centro de uma verdadeira batalha entre a maioria republicana e a minoria democrata no Senado. Nos Estados Unidos, os membros do gabinete presidencial devem ser aprovados pelo Senado.

 

 

Para os republicanos, Barack Obama mistura política com justiça. Daí a resistência à escolha de Loretta Lynch, que tomou abertamente uma posição a favor do presidente em novembro, manifestando-se pela regularização provisória de milhões de imigrantes em situação ilegal.

 

 

Candidata ideal

 

 

Apesar dos ataques, Loretta Lynch sempre foi considerada uma candidata perfeita para os democratas, que vinham denunciando há meses o atraso dos republicanos para aprovar a indicação.

 

 

“O fato da nominação ter sido retardada por 167 dias, um recorde, é uma vergonha para o Senado dos Estados Unidos”, declarou o democrata Richard Durbin.

 

 

Da Redação com informações da RFI