UFC Goiânia: Carlos Condit vence Thiago Pitbull após intervenção dos médicos em um combate alucinante.

 Carlos Condit e Thiago Pitbull deram um show em Goiânia
Carlos Condit e Thiago Pitbull deram um show em Goiânia

 

 

 

 

Protagonistas da luta principal do UFC Goiânia, Carlos Condit e Thiago Pitbull deram o que se esperava deles: um show. Os meio-médios levantaram o público presente na Goiênia Arena e protagonizaram um combate alucinante, com muita trocação, que terminou com a vitória do norte-americano no intervalo do segundo para o terceiro round, após o diretor-médico da Comissão Atlética Brasileira de MMA, Márcio Tannure, não deixar o brasileiro voltar ao combate por ter quebrado o nariz.

 

 

“Muito obrigado. Só tenho respeito pelo Thiago Alves, eu o admirei por anos, foi uma honra enfrentá-lo. Depois do período de estudo, comecei a implementar as coisas que trabalhamos, todas as táticas. A primeira coisa que joguei realmente funcionou”, falou Condit. O brasileiro, por sua vez, mostrou chateação por ser impedido de voltar ao combate. “Eu estava bem para continuar lutando, pelo menos mais um round, mas o médico falou que tinha que parar. Mas parabéns ao Condit, ele me pegou com um cotovelo que eu não vi”, lamentou.

 

Carlos Condit ignora fator torcida e vence Thiago Pitbull de forma sólida na luta principal em Goiânia
Carlos Condit ignora fator torcida e vence Thiago Pitbull de forma sólida na luta principal em Goiânia

 

O primeiro round foi muito estudado e equilibrado, com Condit tomando a iniciativa e Pitbull se esquivando dos golpes e tentando explorar os contra-ataques. No segundo round, porém, Condit acertou uma fortíssima cotovelada no brasileiro, que caiu. O norte-americano começou então um verdadeiro massacre, golpeando duramente Pitbull, que aguentou toda a pressão, conseguiu se levantar e quase finalizou o rival com uma guilhotina em uma reviravolta impressionante. O ex-campeão interino dos meio-médios, no entanto, escapou do golpe e começou a desferir violentas cotoveladas no rosto do brasileiro, que novamente caiu e foi castigado até o final do assalto, quando foi constatada a fratura em seu nariz.

 

 

 

 

Na segunda luta mais importante da noite, Charles do Bronx deixou de lado qualquer polêmica e finalizou Nik Lentz com uma belíssima guilhotina no terceiro round. O brasileiro quase venceu o combate no primeiro período, quando acertou uma fortíssima joelhada no norte-americano, que sentiu e caiu. Apesar do forte ground and pound, Lentz se defendeu bem e sobreviveu até o final do assalto. O norte-americano ainda chegou a mostrar bons momentos no segundo round, mas não conseguiu escapar do jiu-jitsu do brasileiro no terceiro. “Há cinco anos, me jogaram no meio desse octógono, uma criança no meio dos leões. Agora eu quero ser um leão! Nik, você é muito bom, mas aqui em cima, pra me vencer, tem que ser 10 vezes melhor que eu”, comemorou o peso-pena.

 

 

 

E o Charles “Do Bronx” Oliveira comemorou muito a vitória no #UFCGoiania. É a quarta vitória seguida do brasileiro, que pediu uma chance de disputar o cinturão do UFC.

Posted by UFC on Sábado, 30 de maio de 2015

 

 

 

Outro brasileiro que teve um excelente desempenho foi Alex Cowboy. O lutador precisou substituir Yan Cabral contra KJ Noons faltando poucos dias para o evento – assim como fez em sua estreia no Ultimate, quando precisou no lugar de Josh Thomson contra Gilbert Durinho no UFC Rio, em março deste ano – mas desta vez saiu vitorioso do combate com uma finalização no primeiro round. “Fiquei muito feliz de ser chamado em cima da hora. Peguei um cara muito duro, então vim com o coração. Lutei para chegar aqui, não vou lutar sem coração. Sou tubarão, vou à caça. Trocar com ele não ia adiantar nada, porque ele ia me sacudir de um lado pra outro. Sou porradeiro, mas se der mole, ele vai me encher de porrada. Aqui é estratégia”, falou o meio-médio.

 

 

ALEX Cowboy, Rony Jason, Jussier "Formiga" da Silva, Mirsad Bektic e Charles "Do Bronx" Oliveira vão dormir com vitória no #UFCGoiania
ALEX Cowboy, Rony Jason, Jussier “Formiga” da Silva, Mirsad Bektic e Charles “Do Bronx” Oliveira vão dormir com vitória no #UFCGoiania

 

 

Em um combate marcado pelo equilíbrio, Francisco Massaranduba venceu Norman Parke por decisão dividida e conquistou a quarta vitória em suas últimas cinco lutas. O brasileiro chegou a ter dificuldades com as quedas do norte-irlandês , mas se mostrou melhor na parte em pé, especialmente no segundo round, e conseguiu outra vitória brasileira na noite. Francimar Bodão foi mais um atleta brasileiro que saiu vitorioso. O lutador da Nova União que derrotou Ryan Jimmo por decisão unânime, onde usou o domínio no clinch para se sobressair. Uma curiosidade no duelo entre meio-pesados foi que Bodão acertou um chute fortíssimo na região genital do norte-americano, que precisou de praticamente de cinco minutos para se recuperar.

 

 

 

 

Finalizando as lutas do card principal,o estreante Darren Till mostrou que nao está na organização por acaso e nocauteou Wendell Oliveira com uma sequência de cotoveladas no segundo round. O invicto inglês, que é radicado em Balneário Camboriú, conseguiu sua 13ª vitória na carreira, a nona por nocaute. “Eu fiz todas minhas lutas profissionais no Brasil, então não foi novidade para mim. O UFC é maior, mas tem que lutar sempre assim, se manter invicto. Meus mestres disseram para mim, ‘No primeiro round, ele vai vir forte, então aguenta, deixa ele bater, e no segundo round, nocauteia’. Foi o que fiz”, disse o lutador em português, para a alegria dos fãs brasileiros.

 

 

 

 

Confira os resultados:

 

 

 

 

 

Massaranduba, Paraiba, Brazil, Tom 'The Octopus' Breese, Juliana Lima, Darren Tillis e Nicolas "Sharpshooter" Dalby também vão dormir felizes... #UFCGoiania.
Massaranduba, Paraiba, Brazil, Tom ‘The Octopus’ Breese, Juliana Lima, Darren Tillis e Nicolas “Sharpshooter” Dalby também vão dormir felizes… #UFCGoiania.

 

Card principal

 

Carlos Condit venceu Thiago Pitbull por nocaute técnico (interrupção médica) no intervalo do R2 para o R3
Charles do Bronx venceu Nik Lentz por finalização no R3
Alex Cowboy venceu KJ Noons por finalização no R1
Francimar Bodão venceu Ryan Jimmo por decisão unânime (30-27;30-27;29-38)
Francisco Massaranduba venceu Norman Parke por decisão dividida (29-28;28-29;29-28)
Darren Till venceu Wendell Oliveira por nocaute no R2

 

 

 

 

Card preliminar

 
Rony Jason venceu Damon Jackson por finalização no R1
Jussier Formiga venceu Wilson Reis por decisão unânime (triplo 29-28)
Nicolas Dalby venceu Elizeu Capoeira por decisão dividida (29-28;28-29;29-28)
Mirsad Bektic venceu Lucas Mineiro por nocaute técnico do R2
Juliana Lima venceu Ericka Almeida por decisão unânime (30-27;30-27;30-25)
Tom Breese venceu Luiz Besouro por nocaute técnico no R1