TUF Brasil 2015: Shogun e o desafio de ser treinador The Ultimate Fighter Brasil 2015.

 Maurício Shogun
Maurício Shogun

 

O curitibano Maurício Shogun é ex-campeão do Pride e do UFC, um dos melhores lutadores de MMA do mundo e já venceu grandes nomes que fizeram sucesso no octógono, como Chuck Liddell, Mark Coleman e Rampage Jackson. Mas faltava realizar ainda mais um sonho em sua brilhante carreira: ser treinador do The Ultimate Fighter Brasil 4.

 

 

Nosso esporte sofreu e ainda sofre muito preconceito. Vocês são a nova geração, os responsáveis por mostrar que somos atletas de alto nível, assim como em qualquer outro esporte”. Shogun

 

 

 

Quem cruzava com Shogun nos primeiros dias percebia que ele estava feliz e emocionado por ser um dos treinadores, ao lado de Anderson Silva. Os discursos para os atletas sempre era motivacional, deixando claro que o intuito, acima de qualquer coisa, era formar campeões para a vida. “Queremos que eles saiam daqui como homens, mais que campeões”.

 

 

 

E logo nas primeiras lutas ficou claro que Shogun estava se divertindo ali, vibrando com cada golpe, mas sempre fazendo anotações e observações para definir quem seriam os lutadores selecionados para o seu time. Nos intervalos ele corria para conversar com seu manager Eduardo Alonso, para avaliar cada performance e ir alinhando quais fariam parte da equipe.

 
Nosso esporte sofreu e ainda sofre muito preconceito. Vocês são a nova geração, os responsáveis por mostrar que somos atletas de alto nível, assim como em qualquer outro esporte”, diz ele.

 

 
Com histórico de treinos na lendária academia Chute Boxe e com os mestre Rudimar Fedrigo e Rafael Cordeiro, Shogun sabe que tem muito a acrescentar para os lutadores, que já estavam realizados apenas para apertar a mão do ex-campeão. Os selecionados para o time Shogun vão ter a oportunidade de treinar com um lutador muito agressivo, que faz questão de calçar as luvas e estar diariamente no tatame orientando seus atletas.

 
Além de golpes e muita preparação física, Shogun sempre frisa a importância dos lutadores saberem se comportarem quando estão sem luvas. ”

 

 

 
Da Redação com informações do site do UFC – www.ufc.com.br