Taça Libertadores: Boca Juniors é eliminado da Libertadores e multado em Duzentos mil dólares.

Jogadores foram afetados pelo spray de pimenta lançado na saída do vestiário da Bombonera Foto: JUAN MABROMATA / AFP
Jogadores foram afetados pelo spray de pimenta lançado na saída do vestiário da Bombonera
Foto: JUAN MABROMATA / AFP

 

 

A batalha da Libertadores entre Boca Juniors e River, que se enfrentaram nesta semana na Bombonera, na última quinta-feira, e que os incidentes mancharam não só o Futebol Argentino e sim todo o futebol Sul-Americano, e que merecia uma resposta da Conmebol, que finalmente se manifestou neste sábado, desclassificando o time do Boca.

 

Infelizmente no frigir dos ovos a punição foi branda, se pensarmos o tamanho da mancha e do atentado a integridade física conta um ser humano, pois o que todos pensavam ser gás de pimenta na verdade é uma mistura poderosa e perigosa chamada de “mostacero”. Trata-se de uma mistura de pimenta, pimenta caiena e ácido, a informação é do jornal argentino “Clarin”.

 

 
Assim sendo a Conmebol resolveu apenas desclassificar o Boca desta temporada da Taça Libertadores e deixando as portas abertas para 2016, que deverá jogar suas próximas quatro (4) partidas como local em competições oficiais organizadas pela instituição Sul-Americana às portas fechadas, e finalmente multou o clube em US$ 200.000,00 (duzentos mil dólares).

 

 

 

Leia a íntegra da Punição da Conmebol

 

 

 
No dia de hoje o Tribunal de Disciplina, em relação aos incidentes ocorridos na partida disputada no passado 14 de maio na cidade de Buenos Aires entre as equipes Boca Juniors e River Plate no marco das oitavas de final da Copa Bridgestone Libertadores 2015, resolve…

 

 

1°) Desclassificar o CLUBE ATLÉTICO BOCA JUNIORS da Copa Bridgestone Libertadores 2015, sem exclusão de futuras competições.

 

 

2°) Impor ao CLUBE ATLÉTICO BOCA JUNIORS uma sanção consistente de jogar suas próximas quatro (4) partidas como local em competições oficiais organizadas pela CONMEBOL às portas fechadas.

 

 

3°. Proibir o CLUBE ATLÉTICO BOCA JUNIORS de vender entradas a seus torcedores para os próximos quatro (4) jogos que disputar como visitante em competições oficiais organizadas pela CONMEBOL. Esta proibição de venda de entradas a torcedores do CLUBE ATLÉTICO BOCA JUNIORS se estende aos clubes que atuarem como locais nos referidos encontros.

 

 

4°. Impor ao CLUBE ATLÉTICO BOCA JUNIORS uma multa como sanção acessória de 200.000 US (DUZENTOS MIL DÓLARES ESTADO-UNIDENSES). O valor desta multa será debitado automaticamente da quantia a receber pelo CLUBE ATLÉTICO BOCA JUNIORS da CONMEBOL em conceito de direitos de Televisão ou Patrocínio ou, em seu defeito, deverá ser pago total ou parcialmente na conta bancária que a CONMEBOL indicar para esta finalidade.

 

 

 

5°. Advertir expressamente o CLUBE ATLÉTICO BOCA JUNIORS que em caso de reiterar-se qualquer infração à disciplina desportiva de igual ou similar natureza à que trouxe causa ‘o presente procedimento será de aplicação ao disposto no Art. 43 do Regulamento Disciplinar e as consequências que do mesmo possam derivar.

 

 

 

Contra esta decisão cabe recurso ante a Câmara de Apelações da CONMEBOL no prazo de sete dias desde o seguinte à notificação desta decisão.

 

 

 

Luque, Gran Asunción, 16 de mayo de 2015.

 

 

 

Da Redação com informações da CONMEBOL.com