Taça Libertadores 2015: Cruzeiro faz tarefa de casa e vence o Universitário de Sucre por 2 x 0 e se classifica em 1º no grupo.

Cruzeiro joga bem, vence e se classifica em primeiro lugar do grupo  - Fotos:Gualter Naves/Lightpress
Cruzeiro joga bem, vence e se classifica em primeiro lugar do grupo – Fotos:Gualter Naves/Lightpress

 

 

O Cruzeiro mostrou sua força e tradição na Copa Libertadores da América na noite desta terça-feira, no Mineirão e venceu o Universitário de Sucre por 2 x 0. Com o resultado, o Maior de Minas assegurou a primeira colocação do grupo 3 e se classificou para a próxima fase da competição internacional.

 

O time celeste, que marcou os gols através de Willian e Léo, espera a definição do adversário da próxima fase que sai nesta quarta-feira, quando termina a definição dos grupos do certame. A Raposa manteve a escrita de se classificar em todas as edições disputadas da Copa Libertadores, em sua primeira fase.

 

 

O jogo

 

 

A partida que definiria o primeiro colocado do grupo 3 da competição continental começou bastante disputada, com as equipes se estudando na intermediária e a torcida do Cruzeiro empurrando bastante seu time.

 

 

A Raposa chegou com muito perigo aos 16 minutos de jogo. Arrascaeta tomou a bola do adversário e lançou Henrique Dourado, o centroavante bateu de perna direita e a zaga afastou.

 

 

Um minuto depois, boa jogada de Arrascaeta pela direita e bateu cruzado, Willian chegou de carrinho na segunda trave e raspou na bola, quase desviando para a meta boliviana.

 

 

Aos 20 minutos, novo ataque celeste. Cruzamento para area e a bola sobrou para Willian que devolveu para a pequena área, mas o goleiro Olivares aliviou para o time de Sucre.

 

 

Pressão absurda do time celeste, 22 minutos e Arrascaeta venceu o lateral na corrida e bateu por cima do goleiro do time boliviano, a bola ia entrando e a zaga tirou em cima da linha, seria um golaço do uruguaio.

 

 

Passava dos 30 minutos e quase o Cruzeiro abriu o placar. Mayke cruzou da direita, Léo ganhou no alto e Willian, mais uma vez de carrinho, quase desviou para o gol do adversário.

 

 

O time do Universitário de Sucre chegou para assustar o Cruzeiro somente aos 36 minutos. De La Cuesta bateu a falta por cima do trave do goleiro Fábio que pulou para impedir qualquer surpresa.

 

 

De tanto pressionar o Cruzeiro chegou ao seu primeiro gol aos 38 minutos. Mayke fez excelente cruzamento, a bola passou pela defesa e sobrou para Willian, ele dominou na coxa e bateu de canhota, na saída do goleiro Olivares. 1 x 0 Cruzeiro.

 

 

Segunda etapa

 

 

O segundo tempo começou bastante disputado, com o time boliviano adiantando a marcação, porém o Cruzeiro conseguiu furar o bloqueio e chegar com perigo aos sete minutos, quando Mena cruzou, e a bola sobrou para Willian que chutou em cima da zaga.

 

 

Não demorou muito e o Cruzeiro chegou ao segundo gol. Aos 11 minutos do segundo tempo, Marquinhos bateu escanteio e o zagueiro Léo subiu, antecipando a zaga e cabeceou sem chances para Olivares. 2 x 0 para o líder Cruzeiro.

 

 

A partir do segundo gol marcado, o time celeste passou a valorizar a posse de bola e esperar o avanço do adversário boliviano, o que não aconteceu. Com isso o Cruzeiro passou a criar as melhores chances.

 

 

Aos 37 minutos, Gabriel Xavier fez uma excelente jogada individual quando passou por três adversários e bateu para o gol, o goleiro Olivares fez uma ótima defesa espalmando a bola para escanteio.

 

 

Fim de jogo no Mineirão e o Cruzeiro manteve a tradição de nunca ter sido eliminado na primeira fase da competição, classificando em primeiro lugar do grupo.

 

 

CRUZEIRO 2 X 0 UNIVERSITÁRIO DE SUCRE
Motivo: 6ª rodada do grupo 3 da Copa Libertadores
Data: 21/04/2015 (terça-feira)
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Árbitro: Roddy Zambranno (Fifa)
Público: 25.475 pagantes
Renda: R$ 874.080,00

 

Gols: Willian aos 38 minutos do primeiro tempo, Léo aos 11 minutos do segundo tempo.

 

Cruzeiro: Fábio; Mayke, Léo, Manoel e Mena; Willians, Henrique (Eurico), De Arrascaeta e Marquinhos; Willian (Gabriel Xavier) e Henrique Dourado (Joel)
Técnico: Marcelo Oliveira

 

 

Universitário de Sucre: Olivares; Ballivian, Filippetto, Barón; Ribeira, De La Cuesta, Silvestre; Flores, Cúellar; Castro (Bejarano) e Suarez (Saucedo)
Técnico: Júlio César Baldivieso

 

Cartões amarelos: Léo (Cruzeiro) ; Oliviares, Barón (Univ. de Sucre)

 

 
Da Redação com informações do site oficial do Cruzeiro