Taça Libertadores 2015: Atlético Mineiro faz a tarefa de casa e vence o Colo Colo por 2 a 0 em uma partida emocionante

Atlético Mineiro vence o Colo Colo
Atlético Mineiro vence o Colo Colo

 

 

Na noite desta quarta-feira, na Arena Independência, em mais um jogo de tirar o fôlego, o Atlético precisava vencer o Colo-Colo por dois gols de diferença e venceu por 2 a 0, debaixo de forte chuva, avançando para as oitavas de final da Copa Bridgestone Libertadores.

 

Os gols foram marcados por Lucas Pratto e Rafael Carioca, este último um golaço de fora da área.

 

 

Com a vitória, o Galo ficou na segunda colocação do Grupo 1, com nove pontos.

 

 

O time atleticano volta a campo neste domingo para enfrentar a Caldense, às 16h, no Mineirão, no 1ª jogo da final do Campeonato Mineiro.
O JOGO

 

 

Ataque contra defesa. Foi assim o primeiro tempo da partida, que já começou com pressão do Atlético em três finalizações que explodiram na defesa chilena. No ataque seguinte, Luan arriscou de fora da área e a bola passou rente à trave.

 

 

Aos 15 minutos, Douglas Santos cruzou pela esquerda e a zaga do Colo-Colo afastou o perigo. Três minutos depois, Lucas Pratto recebeu passe de Patric na grande área pela direita e chutou cruzado para abrir o placar e fazer explodir a Arena Independência: Galo 1 x 0.

 

 

No único ataque do time chileno, Paredes fez boa jogada individual na entrada da área, tentou encobrir Victor e a bola saiu por cima do gol.

 

 

Aos 22 minutos, depois de boa jogada de Patric, Douglas Santos chutou forte para a grande defesa do goleiro Garcés. Aos 27, Luan cobrou falta para nova defesa do arqueiro chileno.

 

 

Debaixo de forte chuva, a pressão atleticana continuou no chute de fora da área de Guilherme, defendido por Garcés.

 

 

Aos 34 minutos, Patric fez boa jogada na entrada da área, cortou para o meio e finalizou com perigo, por cima do gol. Aos 37, a bola sobrou na área para Guilherme chutar colocado, mas o zagueiro desviou a bola de cabeça e impediu o segundo gol atleticano.

 

 

Guilherme recebeu a bola na grande área e foi derrubado pelo defensor chileno, mas o árbitro mandou seguir o lance. Na última oportunidade da primeira etapa, Luan cruzou pela direita e Pratto se antecipou ao zagueiro, mas cabeceou para fora.

 

 

SEGUNDO TEMPO

 

 

O Galo retornou do intervalo com a mesma formação e teve a primeira tentativa no chute de fora da área de Guilherme, sobre o gol.

 

 

Aos sete minutos, Douglas Santos sofreu falta pela esquerda, Dátolo fez a cobrança para a grande área e Edcarlos desviou de cabeça, para fora.

 

 

Aos 20 minutos, Luan recebeu passe de Guilherme e sofreu pênalti do goleiro. Guilherme fez a cobrança e o goleiro defendeu.

 

 

Na jogada seguinte, Luan cruzou pela direita, Carlos ajeitou de cabeça e Pratto, deslocado pelo zagueiro, cabeceou para a defesa de Garcés.

 

 

Aos 28 minutos, Carlos foi substituído por Maicosuel. Aos 35, Guilherme tocou para Rafael Carioca acertar uma bomba de fora da área, no ângulo, e levar a Massa à loucura: Galo 2 x 0.

 

 

Aos 43, Danilo Pires recebeu ótimo passe de Guilherme, invadiu a área sem marcação e concluiu para a defesa do goleiro, desperdiçando grande chance.

 

 

Aos 44, Guilherme foi substituído por Eduardo.

 

 

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO 2 x 0 COLO-COLO
Motivo: Copa Bridgestone Libertadores da América – 6ª rodada do Grupo 1
Data: 22/04/2015
Hora: 19h45
Estádio: Arena Independência
Cidade: Belo Horizonte (MG)

 

Gols: Lucas Prato (18’), Rafael Carioca (80’)
Público pagante: 21.274
Renda: R$ 1.039.760,00
Árbitro: Carlos Vera (EQU)
Auxiliares: Christian Lescano (EQU) e Carlos Herrera (EQU)
Cartões amarelos: Luan, Jemerson, Guilherme, Victor (Atlético); Leonardo Cáceres, Esteban Pavez, Paredes (Colo-Colo)

 

 

Atlético
Victor; Patric, Jemerson, Edcarlos e Douglas Santos; Rafael Carioca, Dátolo, Luan e Guilherme (Eduardo); Carlos (Maicosuel) e Lucas Pratto. Técnico: Levir Culpi.

 

 

Colo-Colo
Garcés; Camilo Rodríguez, Cristian Vilches e Leonardo Cáceres; Luis Pavez (Felipe Flores), Barroso, Fierro, Baeza e Esteban Pavez; Emiliano Vecchio (Bryan Carvallo) e Paredes. Técnico: Héctor Tapia.

 

 

Da Redação com informações do site oficial do Atlético Mineiro www.atletico.com.br