Jogos Olímpicos Rio 2016: Está aberta a venda de ingressos. Confira um guia completo.

Guia de Ingressos
Guia de Ingressos

 

Está aberta a primeira fase de escolha de ingressos para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Para fazer os pedidos, o primeiro passo é o cadastro, que já pode ser feito na página rio2016.com/ingressos. Com o cadastro realizado, é possível fazer o pedido de ingressos para as competições até 30 de abril. Não é necessário ter pressa ou chegar primeiro. Nesta primeira fase, será feito um sorteio com todos os interessados. O resultado será divulgado em junho. A previsão é de que sejam vendidos nesta etapa 60% dos 7,5 milhões de ingressos disponíveis para o evento, ou 4,5 milhões. Com o ingresso em mãos, o transporte público será gratuito até a instalação esportiva, incluindo as sedes do futebol, conforme divulgou o Comitê Organizador Rio 2016 nesta terça-feira.

 

 

Os preços dos ingressos começam em R$ 40 (inteira, R$ 20 a meia) e vão até R$ 1200 para as competições esportivas. Para as cerimônia de abertura (5 de agosto) e encerramento (21 de agosto), os preços variam de R$ 200 a R$ 4.600. Serão cerca de 3,8 milhões de ingressos somente para brasileiros. Mais da metade (51%) terá valores de até R$ 70, enquanto 81% custarão até R$ 300 e 3% serão acima de R$ 600.

 

 

 

Os brasileiros interessados em comprar tíquetes devem ter mais de 18 anos, CPF e um cartão Visa emitido no Brasil. Cada CPF pode solicitar ingressos para até 20 sessões e, dentro de cada sessão, pode-se pedir de quatro a seis ingressos, dependendo do evento.

 

» Calendário oficial: saiba o dia e local de disputa de cada modalidade

 

» Futebol olímpico: ingressos disponíveis para 48 partidas, em cinco sedes

 

>> Tabela de Preços dos Ingressos

 

 

Etapas

 

 

 

Em julho, abre-se a segunda fase de solicitação de ingressos, restrita a quem se cadastrou para a primeira fase. O resultado do segundo sorteio será divulgado em agosto. A venda on-line dos ingressos que restarem será a partir de outubro de 2015, por ordem de chegada. A venda em bilheteria ocorre a partir de junho de 2016 nas quatro regiões de competições (Barra, Deodoro, Copacabana e Maracanã) e nas cidades que vão sediar o futebol. “Quem perder a inscrição agora, que vai até o fim do mês de abril, só volta a ter chances de comprar em outubro, quando começa a venda direta on-line, por ordem de chegada, dos ingressos que sobrarem’’, diz Donavan Ferreti, diretor de Ingressos do Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016.

 

Pagamento

 

 

 

O pagamento pode ser feito com cartão Visa crédito, débito (Visa Electron) ou cartão pré-pago (que pode ser adquirido sem custo no site Rio 2016 por quem não tiver cartão Visa). A compra pode ser parcelada em até três vezes sem juros, no caso do cartão de crédito Visa, e em até cinco vezes sem juros, se o cartão de crédito for Bradesco Visa.

 

 

 

No período de venda direta on-line, serão aceitos os mesmos cartões, mas não será possível parcelar a compra. Na fase de vendas em bilheteria, além dos cartões Visa, também será aceito pagamento em dinheiro.

 
Meia-entrada

 

 

 

A meia-entrada vale apenas para brasileiros. Pessoas com 60 anos ou mais terão desconto em todas as categorias, assim como cadeirantes. Estudantes, pessoas com outras deficiências, obesos e professores da rede municipal do Rio de Janeiro poderão pagar a meia-entrada na categoria de menor preço. As regras valem para todas as sessões, incluindo abertura e encerramento. É importante ressaltar que a siutação que dá direito ao benefício deve ser válida no momento da entrada na instalação esportiva e será exigido documento de comprovação. Por exemplo: a pessoa deve ser estudante no período dos jogos.

 

 

Falsificação e segurança

 

 

 

O único site autorizado para vendas de ingressos aos brasileiros é o rio2016.com/ingressos. Segundo Renato Ciuchini, diretor executivo Comercial do Comitê Rio 2016, o sistema oficial de vendas passou por diversos testes para garantir a segurança das transações. De acordo com ele, os ingressos também serão bastante seguros, com todos os itens para evitar falsificação. O Comitê Rio 2016 está trabalhando ainda em conjunto com os diversos órgãos de segurança do Brasil, sobretudo para evitar o cambismo.

 

 

 

 

“Há um alinhamento grande entre o Comitê e os entes públicos com relação à segurança. Estamos confiantes no plano conjunto entre o Rio 2016, Ministério da Defesa e polícia brasileira. Queremos coibir o cambismo não só nas arenas, mas na etapa anterior. Estamos monitorando de forma intensa os canais de vendas domésticos e internacionais para que não haja nenhum vazamento de ingressos para cambistas”, disse.
Revenda de ingressos

 

 

 

Quem comprar ingressos para os Jogos Olímpicos Rio 2016 e precisar revender, terá a oportunidade de reembolsar 100% do valor pago. O Comitê Organizador disponibilizará uma plataforma em que os interessados poderão colocar seus ingressos à venda novamente. Assim que a revenda for concluída, o dono do bilhete receberá o valor completo de acordo com a forma de pagamento escolhida.

 

 

 

Segundo o Comitê Rio 2016, não será possível revender os ingressos por um preço superior. “A partir do momento em que o ingresso é colocado a venda novamente, o sistema o disponibiliza a preço de face. Não existe como colocar um sobrepreço. E quando o Rio 2016 revender o ingresso, o valor será 100% reembolsado. Será a melhor forma de vender”, explicou Donovan Ferreti.

 

 

 

Além do meio oficial, Ferreti revelou que os ingressos poderão ser repassados diretamente a pessoas próximas, mas nunca por um valor superior. “Mesmo que você passe o ingresso para alguém, não pode cobrar mais do que o valor de face.”
Transporte público gratuito

 

 

 

Tanto no Rio de Janeiro quanto nas cidades que receberão partidas de futebol, os portadores de ingressos terão acesso gratuito ao transporte público no dia dos eventos. “Todo mundo que tiver ingresso vai ter acesso ao transporte público gratuito. Pedimos para que as pessoas planejem a jornada até a arena para chegar pelo menos com uma hora de antecedência”, afirmou Ferreti.

 

 

Ingresso customizado

 

 

 

Quem comprar os ingressos e optar pela entrega em casa, receberá um bilhete customizado de acordo com a modalidade. Este tipo de ingresso só será disponibilizado para quem optar por receber em casa. Aqueles que buscarem as entradas na bilheteria, em junho de 2016, receberão um ingresso genérico. “Para receber o ingresso com uma cara bonita e com o desenho do esporte, só solicitando a entrega em casa. O preço do Sedex será fixo, R$ 12”, detalhou Ferreti.

Ingressos
Estrangeiros

 

 

 

A venda fora do Brasil é feita de outra forma. O comitê olímpico de cada país é responsável pelo processo: ele pode realizar a venda ou indicar uma agência para isso. A lista de revendedores oficiais está no site Rio 2016.

 

 

Dúvidas

 

 

 

Dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone 3004 2016, de 8h às 21h (horário de Brasília), de segunda a sábado, ou pelo e-mail [email protected].

 

 

 

 
Da Redação com informações brasil2016.gov.br