Jogos Olímpicos Rio 2015: Iniciada a reforma da estação de trem Engenho de Dentro, no Rio de Janeiro

Projeção da estação Engenho de Dentro após a reforma
Projeção da estação Engenho de Dentro após a reforma

 

 

Teve início, nesta terça-feira (24.03), a obra de reforma completa da estação olímpica do Engenho de Dentro. O espaço passará por serviços de ampliação da capacidade e aumento do conforto aos passageiros, além de cumprir os compromissos de atendimento ao Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, assumidos com o Comitê Olímpico Internacional.

 

 

Entre as intervenções programadas para a estação, que diariamente recebe 13 mil pessoas, estão a implantação de acessibilidade, instalação de cinco novos elevadores, ampliação do mezanino, duplicação do saguão de embarque, reformas nos banheiros, nas passarelas de acesso à estação, na cobertura, entre outras. A previsão é de que após as reformas, que têm previsão de conclusão para o segundo semestre deste ano, a capacidade de passageiros seja duplicada.

 

 

 

“A reforma e ampliação da estação Engenho de Dentro trará muito mais conforto aos passageiros e colocará o Engenhão nos padrões internacionais. Durante os Jogos Olímpicos, e também nas partidas de futebol, teremos capacidade de esvaziar o estádio, com conforto, em até 45 minutos após o encerramento dos eventos. O trem, certamente, será o melhor meio de transporte no acesso ao Engenhão. Mais um legado para o Rio de Janeiro”, disse o secretário de Transportes, Carlos Roberto Osorio.

 

 

 

Em agosto de 2014, o Governo do Estado do Rio e a SuperVia assinaram um termo de readequação de investimentos para melhorias na infraestrutura do sistema ferroviário. O acordo prevê a reforma, pela SuperVia, de seis estações ferroviárias que atenderão ao circuito dos Jogos Olímpicos de 2016. Ao todo, serão investidos R$ 250 milhões.

 

 

 

Além da Engenho de Dento, atualmente estão em andamento obras nas estações de trem de São Cristóvão e Deodoro. Em breve, Ricardo de Albuquerque, Vila Militar e Magalhães Bastos também receberão melhorias. Isso sem contar a estação Maracanã, que recebeu reformas para a Copa do Mundo de 2014.

 

 
Da Redação com Fonte do Governo do Estado do Rio de Janeiro