Handebol: Seleção Brasileira Feminina de Handebol disputa o Trofeu Carpati na Romênia

Atletas da Seleção Brasileira, em pausa nos treinos para o Trofeul Carpati na Romênia
Atletas da Seleção Brasileira, em pausa nos treinos para o Trofeul Carpati na Romênia

 

Equipe enfrenta as donas da casa nesta sexta-feira (20.3). Torneio é preparatório para os Jogos Pan-Americanos de Toronto e o Mundial da Dinamarca

 

 

O Brasil inicia, nesta sexta-feira (20.3), a disputa do Trofeu Carpati de handebol feminino, em Cluj-Napoca, na Romênia. A Seleção competirá ao lado de mais três equipes da elite da modalidade: Romênia, Alemanha e Suécia.

 

 

Este será um dos grandes testes para as atuais campeãs mundiais em um ano que conta com importantes compromissos, como os Jogos Pan-Americanos de Toronto, em julho, e o Campeonato Mundial da Dinamarca, em dezembro, quando o País defenderá o título conquistado em 2013.

 

 

Nesta sexta-feira, o Brasil enfrenta a Romênia, às 15h (horário de Brasília), logo depois da partida entre Suécia e Alemanha, às 13h. No sábado (21.3), será disputada a final entre os vencedores dos confrontos da primeira rodada, às 15h15, e o terceiro lugar, às 13h30.

 

 

Uma das vantagens do Brasil é contar com seis “espiãs” que atuam em clubes romenos. No Baia Mare jogam a ponta direita Alexandra Nascimento e a goleira Bárbara Arenhart. No Bucarest atuam a goleira Mayssa Pessoa, a central Ana Paula Rodrigues, a armadora Deonise Fachinello e a ponta esquerda Fernanda França.

 

 

Alexandra afirma que este está sendo um período muito importante para a equipe na preparação para os próximos campeonatos. “Esta fase vai ser bem interessante para nós, pois vamos jogar com seleções bem fortes. As seis jogadoras que atuam aqui na Romênia estão em casa e isso é muito bom. Estamos empolgadas com a fase de treinamento e, principalmente, por ela ser seguida do torneio, que é mais emocionante”, comenta.

 

 

A atleta reforça que os treinamentos nesses dias que antecedem as partidas estão sendo fundamentais e que nos jogos as convocadas poderão colocar em prática o que está sendo trabalhado. “Poderemos testar o que estamos treinando com o nosso técnico Morten Soubak. Não estaremos completas, pois, infelizmente, nossa melhor do mundo, Eduarda Amorim, a central Mayara Fier e a armadora Amanda Andrade não poderão fazer parte desta fase por lesão. Mas, como sempre, entraremos em quadra para dar nosso melhor, sem esquecer que é mais uma fase para nos prepararmos para o Mundial”, avalia Alexandra.

 

 

O técnico Morten Soubak conta que as equipes adversárias virão com tudo, pois vivem um momento fundamental na preparação para a etapa classificatória para o Mundial. “A Romênia e a Alemanha acabaram de trocar de técnicos. Para a Alemanha, foram convocadas várias atletas que ficaram de fora da equipe por muito tempo e, com certeza, elas querem mostrar serviço. Vamos ver Romênia e Alemanha com equipes muito animadas. Essas três seleções terão a etapa classificatória para o Mundial deste ano e querem mostrar que estão prontas para jogar e ganhar”.

 

 

As brasileiras chegaram à Romênia no último domingo (15.3) e, de lá para cá, estão fazendo treinamentos de olho na competição. O próximo compromisso da equipe será o Pan-Americano da modalidade, em maio, em Cuba.

 

 

Seleção Feminina de Handebol

 

 

Goleiras
Bárbara Arenhart (HCM Baia Mare-Romênia), Jéssica Oliveira (AAU-Handebol Concórdia-SC) e Mayssa Pessoa (CSM Bucarest-Romênia)

 

 

Armadoras
Deonise Fachinello (CSM Bucarest-Romênia), Jaqueline Anastácio (Ringkobing Handbold APS-Dinamarca), Karoline Souza (Nikobing F. Handboldklub-Dinamarca) e Moniky Bancilon (ES Besancon Feminin-França)

 

 

Centrais
Ana Paula Rodrigues Belo (CSM Bucarest-Romênia) e Francielle Gomes da Rocha (Hyppo No-Áustria)

 

 

Pontas
Alexandra Nascimento (HCM Baia Mare-Romênia), Célia Costa Coppi (Metodista/São Bernardo-SP), Fernanda França (CSM Bucarest-Romênia), Jéssica Quintino (MKS Selgros Lublin-Polônia) e Samira Rocha (OGC Nice-França)

 

 

Pivôs
Daniela Piedade (Siofok KC-Hungria), Fabiana Diniz (Nantes Loire Atlantique-França) e Tamires Morena Lima de Araújo (Gyori Audi ETO-Hungria)

 

 

 

Da Redação com informações da Confederação Brasileira de Handebol