Fórmula Truck – GP Petrobras: David Muffato prevê sequência de temporada com “muito trabalho” após sexto lugar em Campo Grande.

David Muffato
David Muffato

 

 

David Muffato conquistou neste domingo (12) o melhor resultado de sua ainda curta trajetória no Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck. Em sua 15ª corrida na categoria, o paranaense da equipe Muffatão foi o sexto colocado na segunda etapa, disputada no Autódromo Internacional de Campo Grande (MS). Satisfeito com o desempenho na corrida, Muffato observou que a prova deveria ter marcado sua primeira aparição no pódio.
 

“Tive que procurar os boxes duas vezes por causa de radar”, lembrou o piloto, que excedeu duas vezes o limite de 160 km/h no ponto da pista onde há um radar. “A primeira foi logo depois da largada, eu vinha no meio do bolo dos caminhões e perdi a referência. Na segunda vez eu já estava sem freios, tanto que cheguei a sair da pista. Isso me tirou o pódio”, concluiu – na F-Truck, o pódio acolhe os cinco primeiros colocados.

 
Piloto do caminhão Scania número 35, em que tem as cores e logos de Refrigerantes Schin e Muffatão Atacado Distribuidor, David Muffato alerta para a necessidade de trabalho até a próxima etapa, marcada para o dia 17 de maio em Londrina (PR). “O fim de semana aqui foi bom, meu caminhão estava mais constante que rápido, mas precisamos fazer no mínimo uns dois dias de testes para acertar o ‘chão’ e melhorar nossa condição”, falou.

 

 
O outro piloto da equipe Muffatão é Pedro Muffato, pai de David, oitavo colocado na etapa de Campo Grande. “Meu caminhão esteve melhor na corrida que nos treinos, consegui manter um bom ritmo”, enalteceu o piloto, que largou da 22ª posição. “No fim o motor começou a perder potência, houve falha num dos cilindros, tive que tirar o pé para conseguir terminar. O barulho do motor na última volta era igual ao de um motor Tobata”, comparou.

 

 
Das equipes com mais de um caminhão, a Muffatão foi a única sem abandonos na etapa. Pedro, que tem no Scania número 20 a exposição de seus patrocinadores Disnorte, Doce Sucar, Stara, Coopavel, Alimentos Italy e Muffatão Atacado Distribuidor, ganhou duas posições na tabela de pontuação do campeonato, onde passa a figurar em oitavo. David passa a figurar em 11º. O líder é o paranaense Leandro Totti, vencedor da etapa.

 

 

A terceira etapa da categoria acontece dia 17 de maio no Autódromo Ayrton Senna, em Londrina, Paraná.

 

 

Resultado da primeira fase do GP Petrobras, a segunda etapa da temporada da Fórmula Truck:

 

 

1) Leandro Totti (MAN Latin América), 27min37s557

2) Paulo Salustiano (Mercedes-Benz), a 0s744

3) Djalma Fogaça (Ford), a 1s728

4) Adalberto Jardim (MAN Latin América), a 6s637

5) Beto Monteiro (Iveco), a 7s816

6) Gustavo Magnabosco (Scania), a 19s415

7) Jaidson Zini (Iveco), a 22s413

8) Rogério Castro (Mercedes-Benz), a 24s100

9) David Muffato (Scania), a 28s555

10) Pedro Muffato (Scania), a 33s535

11) Régis Boessio (Volvo), a 39s032

12) Luiz Lopes (Iveco), a 41s821

13) Alex Fabiano (Volvo), a 42s246

14) Roberval Andrade (Scania), a 2 voltas

15) Gabriel Correa (Ford), a 2 voltas

16) Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 4 voltas

17) Diogo Pachenki (Mercedes-Benz), a 4 voltas

18) Raijan Mascarello (Ford), a 4 voltas

19) Felipe Giaffone (MAN Latin América), a 5 voltas

20) André Marques (MAN Latin América), a 5 voltas

21) Fabiano Brito (Scania), a 6 voltas

22) Débora Rodrigues (MAN Latin América), a 7 voltas

Melhor volta: Leandro Totti (MAN Latin América), 1min47s531, média de 117,5 km/h

 

 

Resultado da segunda fase do GP Petrobras, a segunda etapa da temporada da Fórmula Truck:

 

 

1) Leandro Totti (MAN Latin América), 27min14s513

2) Paulo Salustiano (Mercedes-Benz), a3s200

3) Djalma Fogaça (Ford), a 12s862

4) Beto Monteiro (Iveco), a 17s143

5) Jaidson Zini (Iveco), a 1min02s336

6) David Muffato (Scania), a 1min06s777

7) Alex Fabiano (Volvo), a 1min48s761

8) Pedro Muffato (Scania), a 2 voltas

9) Gustavo Magnabosco (Scania), a 4 voltas

10) Diogo Pachenki (Mercedes-Benz), a 4 voltas

11) Adalberto Jardim (MAN Latin América), a 5 voltas

12) Luiz Lopes (Iveco), a 8 voltas

13) Roberval Andrade (Scania), a 11 voltas

14) Rogério Castro (Mercedes-Benz), a 12 voltas

15) Régis Boessio (Volvo), a 14 voltas

Melhor volta: Leandro Totti (MAN Latin América), 1min47s788, média de 117,2 km/h

 

 

Os dez primeiros do campeonato de pilotos:

 

 

1) Leandro Totti (MAN Latin América), 80 pontos

2) Djalma Fogaça (Ford), 78

3) Beto Monteiro (Iveco), 63

4) Jaidson Zini (Iveco), 56

5) Felipe Giaffone (MAN Latin América), 54

6) Paulo Salustiano (Mercedes-Benz), 51

7) Gustavo Magnabosco (Scania), 47

8) Pedro Muffato (Scania), 46

9) Wellington Cirino (Mercedes-Benz), 44

10) Diogo Pachenki (Mercedes-Benz), 42.

 

 

Campeonato de marcas:
1) MAN Latin América, 156

2) Mercedes-Benz, 143

3) Iveco, 119

4) Scania, 97

5) Ford, 97

6) Volvo, 32

 

 

CALENDÁRIO DE 2015

 

 

1º de março – Caruaru (PE)

12 de abril – Campo Grande (MS)

17 de maio – Londrina (PR)

14 de junho – Brasília (DF)

12 de julho – Goiânia (GO)

9 de agosto – Santa Cruz do Sul (RS)

13 de setembro – Curitiba (PR)

4 de outubro – Guaporé (RS)

8 de novembro – Cascavel (PR)

6 de dezembro – São Paulo (SP)

O Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck tem a supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e patrocínio master da Petrobras e Crystal. As fabricantes de caminhões são Iveco, Ford, MAN Latin America, Mercedes-Benz, Volkswagen, Scania e Volvo.

 

 

Com informações de Milton Alves – Comunicação da Fórmula Truck

  • Mais informações www.formulatruck.com.br
  • facebook.com/formulatruckoficial
  • twitter.com/formula_truck
  • instagram.com/formulatruckoficial