Circuito Mundial de Vôlei de Praia – Etapa Rio de Janeiro: Vôlei de Praia aposta em Cultura Européia e agrada Atletas

Vôlei de Praia aposta em Cultura Européia e agrada Atletas

 

 

Em agosto de 2016 a Arena do Tênis do Parque Olímpico foi palco das medalhas de ouro de ídolos mundiais como Andy Murray, no simples, e Rafael Nadal, nas duplas, e a prata de Venus Williams nas duplas mistas. Nove meses depois, a pequena bola amarela deu lugar à de vôlei de praia e os ídolos do tênis deram lugar aos da praia com a realização da etapa carioca do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, que segue até domingo, dia 21.

 

 

 

 

 

Ao se falar em competições de vôlei de praia logo vem à mente as arenas montadas no litoral da cidade, em especial a de Copacabana, onde o Brasil conquistou o ouro nos Jogos Rio 2016 com Alison/Bruno e a prata com Ágatha/Bárbara. Mas a mudança do Circuito Mundial de Vôlei de Praia para a Arena do Tênis foi bem vista pelos atletas.

 

 

 

 

 

 

“Quando se fala em vôlei de praia o pessoal pensa logo em Copacabana. Mas isso tudo é cultura, na Europa é normal. Praga, Hamburgo e Roma, por exemplo, são dentro das estruturas de tênis”, afirmou Alison. “É maravilhoso competir no Parque Olímpico. Você pode movimentar tudo aqui, tem vestiário para os atletas, estacionamento, hotel em frente. Não tem muito barulho e você pode se concentrar mais. Esse é o caminho para usar as estruturas, não só o vôlei de praia mas também outros esportes”, indicou o campeão olímpico.

 

 

 

 

 

Alison não é novato em disputar partidas no Parque Olímpico. Ele e Bruno participaram do Gigantes da Praia em fevereiro de 2017, evento que os colocou frente a frente contra a dupla americana Phil Dalhausser e Nick Lucena em um jogo comemorativo. Outra medalhista olímpica no Rio de Janeiro, Bárbara Seixas não teve essa oportunidade e fez sua estreia na Arena do Tênis nesta etapa do Circuito Mundial.

 

 

 

 

 

“É bem diferente pelo fato de ser em um lugar fechado, mas acho que remete um pouco a tudo o que a gente viveu nos Jogos Olímpicos. Alguns lugares da Europa possuem torneios assim, fechados. É bom termos essas duas experiências, de jogar na praia mesmo e aqui”, disse a dona da prata olímpica.

 

 

 

 

 

Bruno concorda com Alison sobre a mudança e a estrutura oferecida. “Ganhamos a medalha em Copacabana e temos uma lembrança gostosa, mas estou gostando muito do evento aqui no Parque Olímpico. De certa forma, também estamos respirando um pouco dos ares do que foram os Jogos Rio 2016, em uma arena de tênis maravilhosa”, opinou. “A logística para os atletas influencia muito no nosso desempenho e todo mundo está gostando. É de fácil acesso, tem estacionamento e é uma arena que pode se equiparar ao que tivemos nos Jogos Olímpicos”, completou.

 

 

 

 

SERVIÇO:

Circuito Mundial de Vôlei de Praia etapa Rio de Janeiro

Local: Parque Olímpico da Barra – Arena do Tênis – Av. Embaixador Abelardo Bueno – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro – RJ, 22775-040

Classificação etária: Livre. Menores devem estar acompanhados dos pais ou responsáveis legais.

Entrada Gratuita: 17 a 19/05 (TODAS AS SESSÕES) e 20/05 (SESSÃO MANHÃ)
Data para dias com venda: 20/05 e 21/05

 

 

 

 

Sábado 20/05 (SESSÃO TARDE)
Semifinais Masculina e Feminina
Início do Jogo: 16h30
Abertura dos Portões: 15h30

 

 

 

 

Domingo 21/05 (SESSÃO MANHÃ)
Disputa de 3º Lugar e Finais Masculina e Feminina
Início do jogo: 8h05
Abertura dos Portões: 7h

 

 

 

 

VENDA DE INGRESSOS
Site www.tudus.com.br
Bilheteria oficial – Parque Olímpico da Barra – Arena do Tênis
Funcionamento: 10h às 18h; Sábado 20/05 – 10h as 20h; Domingo 21/05 06:30h as 11h
Formas de pagamento: dinheiro, cartão de débito e crédito.
Preço:
– Cadeira: R$ 40,00
– Área GOLD: R$ 150,00 (R$ 50 de ingresso + R$ 100 de serviço, com buffet e estacionamento)

 

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes do COB