Campeonato Paulista 2015 – Paulistão: Corinthians encara a Ponte Preta sem Guerrero, que amanheceu com febre.

Corinthians x Ponte Preta
Corinthians x Ponte Preta

 

 

Neste sábado (11), o Corinthians recebe a Ponte Preta, às 16h20, na Arena Corinthians, pelas quartas de final do Paulistão Itaipava Série-A1. Após garantir a primeira colocação geral na competição estadual, o Timão encara a equipe de Campinas em busca da classificação para a próxima fase.

 

 

Em 15 partidas no Paulistão, o Corinthians tem 11 vitórias e quatro empates, além de 28 gols pró e 10 contra. Atuando em casa, o aproveitamento é ainda melhor: seis vitórias e dois empates, com 17 gols feitos e cinco sofridos.

 

 

O retrospecto contra a Ponte Preta é favorável para o Timão. Em 135 confrontos, o Timão conquistou 76 vitórias contra 27 da equipe de Campinas, além de 31 empates. Este será o primeiro duelo entre as duas equipes na Arena Corinthians.

 

 

 

Em 2013, Corinthians e Ponte se enfrentaram na mesma fase do Paulistão. Em Campinas-SP, o Timão venceu por 4 a 0, com gols de Romarinho, Emerson Sheik, Paolo Guerrero e Alexandre Pato.

 
Corinthians

 
Guerrero está fora da partida entre Corinthians e Ponte Preta, pelas quartas de final do Paulistão Itaipava 2015 – Série A1. O atacante amanheceu neste sábado (11) com quadro de febre e foi encaminhado para exames no Hospital São Luís.

 
Ponte Preta:

 
Com força quase total à disposição (apenas o lateral Jeferson é desfalque por estar na Seleção Brasileira SUB20), Guto fechou alguns treinamentos durante a semana e, como é de praxe do técnico, mantém o mistério sobre a escalação, que só será conhecida momentos antes do jogo. O atacante Borges, recém-contratado, foi inscrito para esta fase da competição, mas o treinador já havia dito anteriormente que não acreditava em uma estreia e a presença do atleta no banco ou em campo não é confirmada.

 

 
O comandante pontepretano quer atenção e cuidado totais com o adversário, mas ressalta que não deve haver respeito e não uma supervalorização dos números superlativos do adversário, que está há 23 jogos sem perder e lidera tanto a primeira fase do Paulista quanto da Copa Libertadores. “Tudo o que debatemos fora do campo é suposição, o que define lá dentro é o momento . Se os jogadores ouvirem o que muitas vezes falam na mídia, vão achar que vão enfrentar um monstro e que eles aqui na Ponte ou são nada ou são super-homens. Mas não é nada disso: são 11 contra 11, duas equipes qualificadas e, para vencer, temos que estar confiantes e tranquilos, até porque responsabilidade maior sobre o que foi criado extracampo é deles.”

 

 

Da Redação com informações dos sites do Corinthians  www.corinthians.com.br e da Ponte Preta www.pontepreta.com.br