Campeonato Brasileiro 2015 – Série C: Conheça os Times do Brasileiro da Série C – 2015.

Série C - Créditos: MoWA Sports
Série C – Créditos: MoWA Sports

 

 

 

No final, só quatro vão subir: a Série C começa neste sábado (17), com vinte times disputando quatro vagas para a Série B de 2016. Três jogos inauguram a competição: Confiança e ASA de Arapiraca, às 16h, Tombense e Tupi, no mesmo horário, e Brasil e Juventude, exibido pela tevê pública. A TV Brasil anuncia a transmissão de parte dos jogos da Terceirona para o todo o país, exclusivo para a tevê aberta.

 

A fórmula do campeonato é a mesma há quatro anos: as equipes são divididas em dois grupos – A e B – que levam em conta critérios regionais. Serão dezoito rodadas na primeira fase, com jogos de turno e returno. Os quatro melhores de cada grupo avançam para as quartas de final. Os primeiros colocados das chaves jogam contra os quartos da outra, enquanto os segundos de um lado encaram os terceiros do outro.

 

 

 

Os quatro semifinalistas já estão garantidos na Segunda Divisão do ano que vem. Os quatro times de pior campanha da primeira fase estão rebaixados para a Série D. O atual campeão da Série C é o Macaé, que venceu o Paysandu no ano passado.

 

 

 

A Série C deste ano traz clubes de grandes torcidas, campeões brasileiros, equipes que venceram campeonatos estaduais e regionais, estreantes, times de tradição, equipes rebaixadas em seus estados, veteranos, promessas e times de todas as regiões do país. O guia abaixo traz informações de todos os participantes da Terceirona:

 

 

 

Águia de Marabá

 

Águia de Marabá
Águia de Marabá

 

O Águia de Marabá participa pela décima vez da terceira divisão do Campeonato Brasileiro e é o único clube do Pará na edição deste ano. Em 2014, o Azulão, como também é chamado, terminou a competição em 16º lugar. No Campeonato Paraense de 2015, o time ficou na 16ª posição. O time-base do Águia de Marabá é: Paulo Rafael; Fred, Negretti e Bernardo; Ari, Diogo, Esdras, Giovani e Edinaldo; Flamel e Monga.

Mandando seus jogos no Estádio Municipal Zinho de Oliveira, a equipe de azul e branco tem no comando o técnico João Galvão, que já foi vice-presidente do clube, diretor de futebol e treinou o time por mais de cinco anos, reassumindo em agosto do ano passado para evitar a queda para a Quarta Divisão. O último título conquistado foi a Taça Estado do Pará, referente ao segundo turno do estadual, em 2010. A estreia do time marabaense será em casa, no dia 17 de maio, às 17h diante do América de Natal.

 

 

 

América-RN

 

América-RN
América-RN

 

Depois de terminar em 17º lugar no Campeonato Brasileiro de 2014, o América foi rebaixado da segunda divisão. No ano de seu centenário, o América fará sua quinta participação na Série C. Com as cores vermelho e branco, o Mecão faz da Arena das Dunas, em Natal, a sua casa. Atual campeão potiguar, o América também teve boas participações em outros torneios, como a Copa do Nordeste, em que foi eliminado nas quartas de final, e a Copa do Brasil do ano passado, quando também chegou às quartas.

O treinador Roberto Fernandes está na equipe desde outubro do ano passado e tem sob comando o volante Judson, um dos destaques do estadual. A base do time é formada por: Busatto; Diogo, Flávio Boaventura, Cleber e Álvaro; Judson, Thiago Potiguar, Zé Antônio e Cascata; Adriano Pardal e Max. O América tem o Águia de Marabá pela frente na primeira rodada, no estádio do rival, no dia 17 de maio, às 17h.

 

 

 

ASA

 

Asa
Asa

Em sua 11ª passagem pela Série C, o ASA de Arapiraca é o único representante de Alagoas na terceira divisão do Campeonato Brasileiro. Os destaques da equipe são o meia Didira, revelado na base do clube, e o treinador Vica, que recebeu o prêmio de melhor técnico do estadual. Com os uniformes nas cores preto e branco, o time manda seus jogos no Estádio Municipal Coaracy da Mata Fonseca, também chamado de Fumeirão. Em 2014, o ASA alcançou a nona colocação na Série C.

O ASA foi campeão invicto do primeiro turno do estadual, vencendo o CSA nos pênaltis. A conquista rendeu uma vaga na Copa do Brasil do ano que vem. No segundo turno, o time do Agreste alagoano caiu nas semifinais, eliminado pelo CRB. O Fantasma chega para a Terceirona sustentando uma sequência de 15 jogos sem derrotas em casa: o último time que bateu o ASA em seus domínios foi o Fortaleza, no dia 2 de agosto de 2014.

A espinha dorsal arapiraquense conta com Pedro Henrique; Gabriel, Lucas Bahia, André Nunes e Rayro; Jorginho, Glaybson, Didira e Valdanes; Uéderson e Alex Henrique. O ASA começa sua campanha diante do Confiança, fora de casa, no dia 16 de maio, às 16h.

 

 

 

Botafogo

 

Botafogo da Paraíba
Botafogo da Paraíba

 

O Botafogo da Paraíba faz sua 12ª participação na terceira divisão do Campeonato Brasileiro, em 2015. Na edição do ano passado, o Belo – como também é conhecido – terminou em 12º lugar. Suas cores são o preto, o branco e o vermelho da estrela de seu escudo. O Botafogo manda seus jogos no Estádio José Américo de Almeida Filho, o Almeidão. O único representante da Paraíba na Série C é comandado por Marcelo Vilar e tem como destaque o atacante Rafael Oliveira, artilheiro do Campeonato Paraibano deste ano.

O Belo terá que acumular a Série C com a fase final do estadual: junto com Campinense, Auto Esporte e Treze, o Botafogo faz parte do quadrangular decisivo do torneio. Serão seis rodadas até metade do mês de junho, e os finalistas jogam por duas vagas na final do Paraibano.

O time-base do Botafogo é: Genivaldo; Gustavo, Walter, Roberto Dias e Cazumba; Zaquel, Hércules, Guto e Doda; André Cassaco e Luiz Carlos. A estreia do Botafogo será no estádio Amigão, em Campina Grande, contra o Salgueiro, no dia 17 de maio, às 16h.

 

 

 

Brasil

 

Grêmio Esportivo Brasil
Grêmio Esportivo Brasil

 

 

O Grêmio Esportivo Brasil, também chamado de Brasil de Pelotas, foi o vice-campeão da quarta divisão do Campeonato Brasileiro, em 2014, e, neste ano, volta à Série C. Essa é a 14ª passagem do Xavante pela Terceirona. Comandado por Rogério Zimmermann desde maio de 2012 – um dos técnicos que se mantém há mais tempo treinando o mesmo time no futebol nacional – a equipe tem como um dos seus destaques o atacante Leandrão, contratado especialmente para o Brasileiro.

O estádio da equipe de vermelho e preto é o Bento Mendes de Freitas, mas a queda de parte da arquibancada do “caldeirão” na partida contra o Flamengo, pela Copa do Brasil, decretou a interdição da praça esportiva. Até lá, o Brasil deve mandar seus jogos no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo.

Na primeira fase do Gauchão, o Brasil terminou em quarto lugar, com 26 pontos, sendo sete vitórias, cinco empates e três derrotas. Nas quartas, passou pelo Lajeadense e parou nas semifinais, perdendo para o Internacional, que viria a ser o campeão. O provável time rubro-negro é: Eduardo Martini; Wender, Cirilo, Fernando Carvalho e Rafael Forster; Leandro Leite, Washington, Galiardo, Diogo Oliveira; Alex Amado e Nena. Na primeira rodada, o Brasil recebe o Juventude, em jogo marcado para o dia 16 de maio, às 19h.

 

 

 

Caxias

 

Caxias do Sul
Caxias do Sul

 

O Caxias do Sul joga a terceira divisão do Campeonato Brasileiro pela 16ª vez. Também conhecido como Grená, pelas cores grená e azul do uniforme, o time manda os jogos no Estádio Francisco Stédile, ou Centenário. Em 2014, a equipe terminou a Série C na 15ª colocação e, neste ano, foi rebaixado à segunda divisão do Campeonato Gaúcho, terminando na antepenúltima posição. Foram três vitórias, três empates e nove derrotas.

Um dos destaques do elenco é o meia Paraná, que faz sua terceira passagem pelo Caxias. O técnico do Grená é Luís Antônio Zaluar, contratado junto ao Cruzeiro do Rio Grande do Sul depois do fracasso no Gauchão.

A base do Caxias deve ser: Thiago Rodrigues; Jaiminho, André Ribeiro, Léo Carioca e Laerte; Baiano, David, Reinaldo e Clayton; Branquinho e Pedro Oldoni. O Caxias tem seu primeiro compromisso na Terceirona diante do Brasil no dia 16 de maio, às 19h, como visitante.

 

 

 

Confiança

 

Confiança, de Sergipe
Confiança, de Sergipe

 

O Confiança, de Sergipe, está de volta à terceira divisão do Campeonato Brasileiro depois de cinco anos tentando a subida. Quarto colocado na Série D em 2014, o Dragão, como também é chamado, participa da Série C pela 16ª vez. Com os uniformes na cor tradicional azul, o time manda seus jogos no Estádio Estadual Lourival Baptista – o Batistão – sob o comando de Betinho. O destaque da equipe é o goleiro Everson, que renovou o contrato até o fim de 2016.

Bicampeão sergipano com sobras, os proletários foram os primeiros do Grupo A na fase inicial, terminaram o quadrangular final com aproveitamento de 100% e venceram os dois jogos das finais, em cima do Estanciano.

O time-base do Confiança é: Everson; Elielton, Heverton, Valdo e Altemar; Richardson, Flávio José, Everton e Almir Dias (Wallace Pernambucano); Bibi e Leandro Kivel.

 

 

 

 

Cuiabá

 

Cuiabá
Cuiabá

 

O Cuiabá, do Mato Grosso, tem apenas 13 anos de fundação e participa da terceira divisão pela sexta vez. Campeão da Copa Verde e do Campeonato Mato-Grossense, em 2015, o clube terminou a Série C em 14º lugar, no ano passado. As cores do Dourado, apelido do time, são amarelo, verde e branco e os jogos como mandante acontecem na Arena Pantanal. O destaque da equipe é o meia Raphael Luz, comandado por Fernando Marchiori.

 

 

 

Fortaleza

 

Fortaleza
Fortaleza

 

O campeão cearense de 2015, Fortaleza, quase subiu para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro, em 2014, quando terminou em quinto lugar. Na Série C pela 12ª vez, o Leão tem três opções de estádios para mandar seus jogos: Estádio Alcides Santos, Estádio Presidente Vargas e a Arena Castelão. O tricolor de azul, branco e vermelho é comandado por Marcelo Chamusca e tem o meia Éverton como um dos destaques, porém o jogador passou por uma cirurgia no ombro e deve desfalcar a equipe por três meses.

 

 

 

Guarani

 

Guarani
Guarani

 

Na sua quinta participação pela Série C do Campeonato Brasileiro, o Guarani ocupou a 13ª posição da disputa, em 2014. Também conhecido como Bugre, o time de verde e branco joga no seu próprio estádio, o Brinco de Ouro da Princesa. Aos comandos de Ademir Fonseca, o atacante Nunes é um dos destaques da equipe.

 

 

 

 

Guaratinguetá

 

Guaratinguetá
Guaratinguetá

 

O Guaratinguetá iniciou o ano em má fase: rebaixado à divisão A3, do Campeonato Paulista. Pela Série C, a Garça, como é chamado, faz sua quarta participação. Em 2014, o tricolor – azul, vermelho e branco – terminou na décima posição. o Estádio Municipal Professor Dario Rodrigues Leite, mais conhecido como Ninho da Garça, é a casa da equipe paulista. João Telê é o atual treinador do elenco, que tem como destaque o jovem Giovanny, meia de 17 anos.

 

 

 

Icasa

 

Icasa
Icasa

 

Fundado em 2002, o Icasa faz sua sétima passagem pela Série C do Campeonato Brasileiro. Em 2014, o Verdão do Cariri estava na segunda divisão, mas, com a 18ª colocação, caiu para a terceira. O campeão da Taça Padre Cícero – competição também conhecida como Final do Interior disputada por duas equipes do interior do Ceará – leva as cores branco e verde nos uniformes e manda seus jogos no Estádio Mauro Sampaio, ou Romeirão. O técnico do time é Vladimir de Jesus e o destaque é o lateral Alan, cobiçado pelo rival Fortaleza.

 

 

 

 

Juventude

 

Juventude
Juventude

 

 

Em sua terceira passagem pela Série C do Campeonato Brasileiro, o Juventude, também conhecido como Juve, tem seu próprio estádio para mandar seus jogos da terceira divisão, o Alfredo Jaconi. Com as cores verde e branco, o time gaúcho terminou a competição em 11º lugar, no ano passado. O grande nome da equipe é o veterano Paulo Baier, comandado pelo técnico Picoli.

 

 

 

Londrina

 

Londrina
Londrina

 

Campeão do Interior do Campeonato Paranaense, essa é apenas segunda passagem do Londrina pela terceira divisão do Campeonato Brasileiro. Terceiro colocado na Série D, em 2014, o Tubarão tenta voltar à segundona, após 11 anos. Mandante dos jogos no Estádio Vitorino Gonçalves Dias, ou VDG, as cores oficiais do clube são o azul e o branco. O lateral-esquerdo Paulinho é um dos destaque da equipe treinada por Claudio Tencati.

 

 

 

Madureira

 

Madureira
Madureira

 

O Madureira faz sua 13ª participação na terceira divisão do Campeonato Brasileiro. Único carioca da disputa, o Tricolor Suburbano ficou na oitava colocação da Série C, no ano passado. Com a camisa do uniforme nas cores grená, azul e amarelo, o clube manda seus jogos no Estádio Aniceto Moscoso, mais conhecido como Conselheiro Galvão. Toninho Andrade é o atual técnico da equipe, que tem como destaque o meia Rodrigo Lindoso. O jogador teve um ótimo desempenho no Campeonato Carioca deste ano e chegou a ser cogitado pelo Botafogo.

 

 

 

Portuguesa

 

Portuguesa
Portuguesa

 

A Portuguesa está pela primeira vez na terceira divisão do Campeonato Brasileiro. A Lusa, como é conhecida, caiu de divisão por dois anos consecutivos e foi o último colocado na Série B de 2014. O time tem seu próprio estádio, o Canindé, oficialmente nomeado de Doutor Osvaldo Teixeira Duarte, mas o estádio encontra-se interditado por falta de segurança. O clube providencia a liberação do estádio, mas terá que jogar no Pacaembu enquanto a documentação não é aprovada. As cores do uniforme são o vermelho e o verde. Júnior Lopes é o atual treinador da equipe, que ganhou um reforço no ataque: Guilherme Queiroz, vice-artilheiro do Novorizontino, também de São Paulo.

 

 

 

Salgueiro

 

Salgueiro
Salgueiro

 

Sétimo colocado na Série C do Campeonato Brasileiro de 2014, o Salgueiro, de Pernambuco, participa da terceira divisão pela sexta vez. Mandante de jogos no Estádio Cornélio de Barros, o Salgueirão, o Carcará tem as cores branco, verde e vermelho. O técnico do time é Sérgio China e o destaque é o meia Anderson Paraíba.

 

 

 

Tombense

 

Tombense
Tombense

 

Estreiante na Série C do Campeonato Brasileiro, o Tombense foi o campeão da quarta divisão, no ano passado. Também conhecido como Gavião Carcará, as cores oficiais do clube são o vermelho e o branco. O estádio em que o time manda seus jogos tem três nomes: Antônio Guimarães de Almeida, Estádio dos Tombos ou Almeidão. O comandante da equipe é Marcelo Mabília e um dos destaques é o meia Betinho.

 

 

 

Tupi

 

Tupi
Tupi

 

O Tupi chegou perto da segunda divisão do Campeonato Brasileiro, no ano passado, após terminar a competição no sexto lugar. Na sua 14ª passagem pela Série C, o Galo-carijó manda seus jogos no Estádio Municipal Radialista Mario Helênio, ou Helenão. Com as cores em branco e preto, o time é comandado por Leston Junior.

 

 

 

Vila Nova

 

Vila Nova
Vila Nova

 

O Vila Nova caiu para a terceira divisão do Campeonato Brasileiro, após ficar na 18ª posição na Série B, em 2014. Essa é a oitava participação do Tigre pela Série C, que manda seus jogos no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. Neste ano, o time voltou à primeira divisão do Campeonato Goiano. Márcio Fernandes é o técnico da equipe vermelha e branca, que tem como destaque o lateral Patrick.