Bragança Paulista: Visando a transparência, a Prefeitura de Bragança substituiu 20 famílias sorteadas do Conjunto Habitacional Nicola Cortez que não comprovaram informações prestadas.

Prefeitura sorteia novos moradores para 20 casas em que os antigos sorteados não comprovaram informações prestadas.
Prefeitura sorteia novos moradores para 20 casas em que os antigos contemplados não comprovaram informações prestadas.

 

 

 

Com o compromisso de governar de maneira séria e transparente, o prefeito Fernão Dias realizou na tarde desta quarta-feira, dia 13, no gabinete da Prefeitura, o sorteio de endereço das 20 famílias suplentes do Conjunto Habitacional Nicola Cortez.

 

Após a não comprovação das informações passadas no cadastro habitacional, 20 famílias foram substituídas. Com isso, os suplentes foram chamados e sortearam os endereços da futura residência.

 

Gregório da Cunha
Gregório da Cunha

 

A primeira moradora a ser sorteada foi Constância Gregório da Cunha, de 73 anos. A aposentada mora de aluguel há sete anos na Vila Malva e teve a casa inundada por diversas vezes. “Estou muito feliz. Sempre acreditei que um dia minha casa viria. Que poderia ficar sem medo da chuva, sem ficar olhando a rua pra ver se a casa vai inundar”, comemorou a idosa.

 

 

 

Constância conta também qual foi a emoção sentida por ela ao saber que teria uma segunda chance de obter sua casa própria. “Senti a mão de Deus. Quando ligaram e minha filha atendeu não acreditei. Falei, meu Deus é a minha casa, agora vou poder dormir tranquila”, conta a contemplada que residirá na quadra 4, torre 3, apartamento 11, térreo.

 

Fernão Dias: “Se este não fosse um governo sério, vocês não estariam aqui. Nesta gestão quem não comprova o que diz não tem direito a moradia. Será beneficiado quem realmente precisa e por isso vocês foram chamados. Que Deus abençoe os seus novos lares
Fernão Dias: “Se este não fosse um governo sério, vocês não estariam aqui. Nesta gestão quem não comprova o que diz não tem direito a moradia. Será beneficiado quem realmente precisa e por isso vocês foram chamados. Que Deus abençoe os seus novos lares

 

 

Durante o sorteio, o prefeito Fernão Dias disse emocionado que a missão dele como prefeito é melhorar a vida das pessoas e que não tem preço ajudar que realmente precisa. “Deus me deu a missão de fazer a diferença na vida das pessoas e fico emocionado porque a maior alegria que uma pessoa pode ter é a conquista da casa própria. De ter o seu endereço, um lar para chamar de seu”.

 

 

 

Fernão também destacou que essas 20 famílias tiveram a oportunidade da casa própria graças ao trabalho sério da atual Administração. “Se este não fosse um governo sério, vocês não estariam aqui. Nesta gestão quem não comprova o que diz não tem direito a moradia. Será beneficiado quem realmente precisa e por isso vocês foram chamados. Que Deus abençoe os seus novos lares”, declarou o prefeito.

 

 

 

O conjunto habitacional Nicola Cortez possui 400 apartamentos e 23 casas, sendo que as unidades foram destinadas a famílias que atingiram 6, 5, 4 e alguns com 3 pontos por estarem em vulnerabilidade social. Os critérios de mulheres responsáveis pela unidade familiar, famílias que tenham em sua composição pessoa com deficiência, residentes em áreas de risco, famílias que estão em proteção social, desabrigamento e beneficiários de programas anteriores são estabelecidos por legislações nacionais (como a lei 11.977/2009, o decreto 7.795/2012 e a portaria 595/2013, do Ministério das Cidades) e legislação municipal (como o decreto 1808/2014 e a portaria 5100/2014, que nomeia a comissão de avaliação e habitação).

 

 

 

Próximos sorteios

 

 

 

A atual administração já entregou até o momento 145 casas do Bragança LU e mais 51 do Bragança F2, em que as famílias esperavam há 12 anos pela casa própria.

 

 

 

Este ano ainda ocorrerão os sorteios e a entrega dos conjuntos Dr. Tártari e Padre Zecchin, com 159 unidades, que também seguirão o critério de priorizar as famílias em vulnerabilidade social.

 

 

 

Já o maior conjunto habitacional que a atual Administração entregará, o Marcelo Stéfani, com 712 unidades, seguirá critério diferente. Todas as pessoas que estão cadastradas com renda familiar bruta de até R$ 1.600 participarão.

 

 

 

Além disso, serão entregues ainda no primeiro semestre deste ano 155 unidades restantes do Bragança F2. Ao todo, 1645 moradias serão entregues nesta gestão. O maior programa habitacional de sua história.

 

 

 

Da Redação